Lilian Nakhle

"Faltam palavras para o que a gente sente...Sobra emoção no que a gente vive. Seja bem vindo ! ! !"

Textos


                         Intimidade


 “No silêncio mais profundo desta pausa,
Em que a vida se fez serenidade,
Procuro a tua mão, decifro a causa
De querer e não crer, final, intimidade.
(José Saramago, in “os Poemas Possíveis”)
 

 
Não são poucas as pesquisas que revelam: A intimidade com outros seres humanos é, isoladamente, o aspecto mais gratificante da vida.
A palavra intimidade tem recebido uma conotação sexual, mas ela é muito mais que isso. Ela inclui as diferentes dimensões das nossas vidas. A intimidade inclui os aspectos físicos, social, emocional, mental e espiritual, e traduz realmente um compartilhar total de vida.
Há muitas definições para intimidade, mas uma delas ficou na minha memória e acho que é uma das melhores definições de que li há tempos (infelizmente não me recordo o autor) diz:
“Intimidade é estar na pele do outro sem perder a própria, é dar as boas vindas ao outro em nosso território”.
A vida nos mostra que ter intimidade não significa manter uma relação sexual, podemos ter intimidade afetiva com o outro sem nos envolvermos sexualmente.
Concordo com Kelly Mattew:
 “O sexo pode ser parte da intimidade, sem dúvida. Mas sexo não é igual à intimidade. Se quisermos verdadeiramente experimentar a intimidade, primeiro deveremos superar a idéia adolescente de que sexo e intimidade são sinônimos. A intimidade é a única coisa sem a qual uma pessoa não pode ser feliz. Pense: Quais são as pessoas mais felizes que você conhece, as que prosperaram de verdade? Têm sexo ou intimidade? Têm intimidade, não é? Podem também ter sexo, mas a base de suas vidas é uma verdadeira experiência de intimidade. Têm pessoas com quem compartilhar a vida. Têm um genuíno interesse nas pessoas que as cercam. Têm boas relações.”
A grande maioria de mulheres e homens busca por intimidade, indo de um relacionamento para outro com uma esperança: “Desta vez vai dar certo. Desta vez vou encontrar um relacionamento que vai durar”.
Acredito que o que realmente queremos não é sexo. O que queremos é intimidade!
 
Um relacionamento romântico não exige que seja revelado tudo o que sentimos ou pensamos. Podemos escolher qual parte de nós temos vontade de dividir, ou que seria prazeroso e interessante para fortalecer a união.
Os casais precisam se expressar, mas não precisa dizer tudo o que pensam e sentem. Não é fazendo compras ou visitas juntos que faremos a intimidade crescer.
A intimidade é tempo não planejado, ela nasce e cresce com o tempo que usamos para fazer “nada” juntos. As sensações de prazer e bem estar são evidentes quando saímos de mãos dadas e corações unidos sem nada planejar.
O nosso parceiro não é alguém que atenda a todas as nossas necessidades. É preciso aprender a escolher as pessoas e os melhores momentos para expressar nossas emoções.
Temos um ou mais amigos acolhedores, além de algum primo, que pode contribuir muito para determinadas opiniões, desde que nos respeitem (aceitem) e inspirem a nossa confiança.
Assim ampliamos nossa capacidade de fortalecer vínculos saudáveis.
A busca de ajuda terapêutica pode ser realizadora uma vez que permite expor nossos pensamentos, sentimentos sem a preocupação de magoar alguém.
Costumo dizer que um dos melhores presentes que podemos dar a nós é fazer terapia, independentemente das dificuldades ou obstáculos difíceis de superar. Simplesmente porque temos condições de mergulhar corajosamente e experimentar a verdadeira intimidade, com a pessoa mais importante e especial do Universo: Você!
 
Assim, fica mais fácil fazer o que nos mostra esta deliciosa, antiga e atualíssima canção:
Caminhando contra o vento
Sem lenço, sem documento,
No sol de quase dezembro
Eu vou...
Sem lenço, sem documento
Nada no bolso ou nas mãos
Eu quero seguir vivendo, amor
Eu vou... Por que não, por que não?”
 
 
 
Lilian Nakhle
Email: lilocanakhle@hotmail.com
LilianNakhle
Enviado por LilianNakhle em 13/11/2011
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras